sexta-feira, 27 de abril de 2012

"Mellon Collie and the Infinite Sadness" em San Mamés


O que une os americanos  "The Smashing Pumpkins" de Billy Corgan  e o Sporting Clube de Portugal? Aparentemente nada. Mas a verdade é que o titulo do seu álbum de 1995, "Mellon Collie and the Infinite Sadness", pode muito bem ser usado para definir o sentimento Sportinguista após a meia-final de Bilbau. É verdade, ficamos com um grande "melão" e uma infinita tristeza! E a capa? Alguém que chegou lá muito alto, ás estrelas, mas ainda assim olha para cima com um olhar melancólico, a imaginar como seria chegar um bocadinho mais além...
Como se costuma dizer: Glória aos vencedores, honra aos vencidos! 
No final do jogo os adeptos do Athletic voltaram a cantar "Esporting, Esponting....". Dificilmente voltaremos a ouvir os Bascos gritar o nome de outra equipa no seu estádio e isso diz tudo sobre o que é o Sporting Clube de Portugal.

Dos dois discos do álbum "Mellon Collie and the Infinite Sadness", há uma música que pode definir esta Equipa e esta caminhada pela Liga Europa:


"Beautiful"




Os onze magníficos:


Os restantes magníficos:

Os magníficos recebem os magníficos:


Uma coisa é certa, esta banda de rock alternativo verde e branca continuará a dar grandes concertos onde quer que vá!



(fotos: http://www.abola.pt/)

sexta-feira, 20 de abril de 2012

A Noite de Diego Capel - "The Flying Spanishman"



2-1

Diego Capel - "the flying spanishman"




Sou bem amado, e sonho ganhar
À final de Bucareste eu quero chegar
Ponho em campo, o coração
Os Sportinguistas, jamais me esquecerão...

Sinto-me tão leve, que não posso acreditar
Voa, voa voa...
Sinto-me tão leve, que não posso acreditar
Voa, voa voa...

Ainda agora aqui cheguei
E milhões de adeptos já conquistei

O meu destino, golos marcar
 Tenho uma liga Europa para ganhar...

Sinto-me tão leve, que não posso acreditar
Voa, voa voa...
Sinto-me tão leve, que não posso acreditar
Voa, voa voa...

Sinto-me tão leve, que não posso acreditar
Sinto-me tão leve, que não posso acreditar
Voa, voa, voa...

Sinto-me tão leve, que não posso acreditar
Voa, voa voa...

Sinto-me tão leve, que não posso acreditar
Voa, voa voa...

Voa, voa, voa...



(Qualquer semelhança com a música "Voa" dos Quinta do Bill é mera coincidência!!) 

(foto: http://www.uefa.com/)


quarta-feira, 18 de abril de 2012

O Estranho Caso da Paixão pelas Camisolas do Dortmund

Versão 1995/96 
Borussia Dortmund 1-0 Bayern München. Foi preciso esperar até ao minuto 77 do jogo para que no visor do telemóvel aparecesse o resultado por mim esperado. O golo de Robert Lewandowski resolveu definitivamente a questão do titulo alemão da época 2011/2012.
Quem acompanha o futebol de forma mais próxima, sabe que normalmente primeiro aparece o amor pelo nosso clube, depois vamos acumulando Mundiais, Europeus, Competições da UEFA, descobrimos a Copa América, Libertadores e os diferentes Campeonatos Nacionais e é impossível, pelas mais diferentes razões, não ganhar afeição por clubes e selecções que aparentemente nada teriam a ver connosco. Quantos adeptos portugueses ganhou a Fiorentina quando lá chegou Rui Costa? Pela proximidade geográfica quantos transmontanos não se apaixonaram pela magnifica epopeia do Corunha nos tempos do SuperDepor? Quem era do Chelsea antes da era Mourinho? Alguém saberia as cores do Southampton se não tivesse por lá passado o mítico Matt Le Tissier. Quem não se lembra também de quando a Selecção só ia a uma competição internacional a cada duas décadas (66, 84 e 96) e muitos portugueses torciam pelo Brasil por ser o "país irmão". É óbvio que a onda Maradona trouxe para a selecção Argentina, o Boca Juniors e o Nápoles fãs para toda a vida! E quantos não continuam carinhosamente a acompanhar os resultados de um clube do meio da tabela da Bélgica ou Escócia porque aquela paixão de verão estrangeira de à muitos anos lhes deixou essa herança?

terça-feira, 10 de abril de 2012

Sporting 1 - 0 Benfica, Rábula do Lobo e da Girafa




O Lobo 
  • Os seus cérebros estão bastante desenvolvidos comparado com o resto dos animais, pelo que geralmente os tornam mais inteligentes. São animais predadores, pelo que o seu físico está adaptado para tal. Têm dentes fortes e afiados e poderosos músculos nas suas patas
  • A principal actividade que se leva a cabo numa matilha é a caça. As tarefas estão designadas previamente por cada indivíduo. Uma das vantagens dos lobos é a sua resistência, por isso, na altura de caçar será o seu trunfo para chegar perto da sua presa e capturá-la. 
  • A espécie dos lobos é considerada como uma super predadora. Significa que não tem competição externa de outros animais que determinem a sua população. Por isso, o seu nível de crescimento dependerá exclusivamente pela quantidade de alimento de que disponham.


A Girafa
  • As girafas dormem aproximadamente duas horas por dia e um pouco de cada vez. Elas dormem em pé e, apenas em ocasiões muito especiais, quando se sente completamente segura, se deita no chão para descansar. A girafa só se deita se estiver segura pois, caso um predador se aproxime, ela demora muito tempo para se levantar devido a seu tamanho.


Sem comentários......





(Foto cima: http://www.publico.pt/)
(Foto baixo: http://seromaradona.blogspot.com/ )